com Margarida Cardoso

Semana 8 de 52
 
 

Se já leu o Georritmo desta semana então já sabe que as energias vão continuar como até aqui, com a um a Lua Cheia pelo meio que geralmente dá mais impacto a tudo.

Esta energia tão intensa de alterações e mudanças que temos sentido durante as últimas semanas acaba por ter impacto no nosso corpo físico. E possivelmente esta semana vamos acabar por sentir as dores físicas da energia – quer seja dores de cabeça ou dores de costas. E por isso devemos não parar, mas abrandar ligeiramente, respirar fundo e saber que estamos no caminho certo, e que ir a correr muito não vai trazer resultados mais rápidos, mas possivelmente a desistência.

Por isto eu escolho para esta semana o arcano menor 9 de Paus. Nesta carta vemos um homem cansado e até um pouco maltratado apoiando-se numa varra, ele pode estar cansado, mas ele olha para o que já consegui e sabe que esta paragem não é sinal de desistência, mas sim uma pausa para ganhar forças e chegar ao sucesso que pretende. Ele traz consigo a energia da resiliência, da coragem da persistência. Mas também nos lembra que devemos reconhecer que estamos cansados e temos o direito de parar, respirar fundo e apoiáramo-nos naqueles que estão ao nosso lado para nos ajudarem a ultrapassar a fadiga. Estamos perto do sucesso se não aproveitarmos para respirar e relaxar um pouco corremos o risco de perder a força e ficar aquém o resultado que queremos.

Aproveite as energias para ajudar a fazer as mudanças e mudar o que necessitam de mudar, mas não se esqueça de respeitar os sinais do corpo que são alertas para não entrarmos na doença.

Qual é a carta que escolha para esta semana? Já agora aceita o desafio de relaxar e respirar?

Deixe os seus comentários aqui e já agora partilhe o Boletim.

Até para a semana.

Baralho: Radiant Rider Waite Smith

Dica de Tarot

Entramos nos domínios escuros do Diabo.

Neste arcano a natureza humana prevalece sobre a espiritualidade. O que está à nossa volta ou onde estamos inseridos está-nos a criar limitações nas nossas capacidades, crescimento pessoal e conquistas. O arcano do Diabo é sobre a nossa escravidão ao material e superficial. Estamos à procura de conquistas rápidas em vez de algo mais duradouro.

Este arcano fala de encarceramento, falta de esperança ou pessimismo. Representa a tentação de escolher o que brilha em vez daquilo que realmente necessitamos a nível espiritual. Estamos acorrentados aos nossos desejos materiais. É um arcano que sugere vícios de todo o tipo (droga; álcool; excessos de consumos; jogo).

Estamos sobre uma influência negativa que nos leva à tentação – temos de nos libertar das correntes que nos prendem, temos de batalhar os nossos demónios interiores que nos estão a guiar e influenciar. Nem sempre os demónios estão em nós, muitas das vezes eles vêm de fora. Somos levados pelos outros ou pelas condições à nossa volta a escolher o caminho que nos leva às correntes.

Este arcano está ligado ao antagonismo e dogma, à escravidão e despotismo.

Somos lembrados no arcano Diabo da Mara do Budismo, ou seja, do conceito dos demónios a tentarem Buda. Mara personifica o pecado, impulsos puros, desejos e o que nos tenta a sair da via espiritual e virtuosa. Mas tal como o Diabo, personifica a sede pelo ter, a sede pelo prazer, a sede pelo poder e desejos sensuais.

O Diabo não é literalmente uma besta ou demónio, mas sim a personificação do egoísmo humano e o prazer de estar nesse egoísmo.

Quando o Diabo aparece ele vem-nos lembrar os vícios e tentações que nos podem estar a prender.

Para si o que representa o Diabo?

O que sente quando ele aparece numa tiragem?

 
 

com Linda Silva Oliveira

Semana 8 de 52
 
 
 
 
 
 
 

Foca-te no que é essencial pois só assim consegues fluir e chegar ao equilíbrio que procuras!

 
 
Comentários por Facebook