A Caveira de Cristal [c/ Video]

Encontrada por Mitchell-Hedges esta Caveira de Cristal representa um dos mistérios mais inquietantes das últimas décadas envolto em polémica e INCÓGNITA!

Na era da informação a ignorância é uma escolha e para aqueles que pretendem saber mais decidi presentear-vos com este pequeno artigo elucidativo que acompanha o vídeo exclusivo do nosso Canal Portugal Místico, que pertence à rubrica INCÓGNITA.

De acordo com relatos históricos, a “caveira do destino” foi encontrada em 1924 pelo explorador inglês Fredrik A Mitchell-Hedges e sua filha nas ruínas maias, em Lubaantun no Belize.

A caveira de cristal é cortada e polida com tanta perfeição que se tornou uma obra de arte de valor inestimável. A Caveira do Destino é, de certa maneira, uma impossibilidade técnica. Com um peso de cerca de 5 kg e sendo uma réplica perfeita de um crânio do sexo feminino, ela possui um acabamento que teria sido impossível de ser alcançado sem os métodos modernos, de acordo com cientistas; métodos que a cultura maia não é conhecida por possuir… mesmo hoje seria impossível duplicar sem deixar marcas de entalhe.

A caveira foi submetida a diferentes análises. Um dos mistérios não resolvidos é que, por ser feita de cristal de quartzo, e, consequentemente ter uma dureza avaliada em 7 na escala de Mohs (escala de dureza de elementos de 0 a 10), é espantoso que ele possa ter sido esculpida sem ferramentas. Estudos da caveira feitos em 1970 pela companhia Americana Hewlett-Packard, determinaram que a caveira teria que ser polida pela erosão de areia por um período de 300 anos para chegar a tal grau de perfeição.

Como se isso não bastasse, uma antiga lenda maia alimentava o mistério da caveira de cristal. De acordo com as crenças, há um total de 13 caveiras mágicas espalhadas pelo mundo que foram esculpidas nos 13 mundos habitados pelos seres humanos. A razão pela qual as caveiras estão actualmente na Terra seria ajudar o homem na sua busca de conhecimento, porque quando todas forem encontradas e colocadas juntas, elas revelarão conhecimentos tecnológicos que perdemos há milhares de anos atrás e poderão despoletar o fim dos tempos.

Inspiração para a sétima arte

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal é o quarto filme da série Indiana Jones, lançado em 22 de Maio de 2008. Como os outros filmes da série, teve Steven Spielberg na direcção, George Lucas como argumentista e produtor e Harrison Ford no papel principal. Lançado 19 anos depois do filme anterior, o filme presta homenagem aos filmes de ficção científica filmes B da época, colocando Indiana Jones contra soviéticos agentes liderada por Irina Spalko (Cate Blanchett) procurando por uma telepática caveira de cristal. Indiana é auxiliado por sua ex-amante, Marion Ravenwood (Karen Allen), e seu filho, Mutt Williams (Shia LaBeouf).

Um mistério que pode ser 13

De facto, como pode descobrir no vídeo abaixo, mais caveiras foram encontradas e que levantam imensas questões de autenticidade. Contudo, acrescentando informação ao vídeo, na verdade há mais caveiras que podem ser mencionadas, mas talvez guarde isso para uma segunda parte.

É claro, existem aqueles que duvidam da autenticidade de muitos desses artefactos, mas há algo que é inegável: os fenómenos das Caveiras de Cristal e outros artefactos vão continuar a ser um assunto de interesse para os investigadores.

Comentários

error

Gostou da página? Partilhe-a! :)

Canal do YouTube
LinkedIn
Share
RSS
Seguir por Email