As Origens Ocultas do Natal
21 Dezembro, 2015
Marcelo: um vencedor a Presidente!
11 Março, 2016
Mostrar tudo

David Bowie: Os astros de uma estrela!

O céu ganhou mais uma estrela… David Robert Jones “David Bowie”, um dos maiores ícones da indústria musical partiu a 10/Janeiro mas a sua influência permaneceu na música, na moda, nos estilos de vida e na memória dos seus fãs. Deste modo, visto ser uma figura de grande fama e popularidade deixo neste artigo a minha visão pessoal e astrológica sobre David Bowie.

David Bowie nasceu a 8 de Janeiro de 1947 em Brixton, Inglaterra. Tendo em conta os registos biográficos disponíveis e aceites, assumo a sua hora de nascimento pela 09:00H, considerada pela memória dos seus pais.

Tendo em conta o seu mapa, David Bowie apresenta no seu mapa uma forte influência de Saturno pois está muito forte na Casa 7 (angular), em Haiz e Oriental. Saturno é também o regente do seu Ascendente, regente do signo solar (Capricórnio) e também considerado o seu Almutem Figuris, de que falo mais à frente.

O Almutem Figuris

Esta técnica avalia o mais poderoso de todos os planetas que prevalece sobre todo o mapa. Independentemente da sua força/qualidade considera-se que tem tanto poder como todos os outros planetas juntos, excepto se existirem mais planetas na avaliação feita. Tendo em conta a posição do Sol, Lua, Ascendente, Parte da Fortuna e Sizigia, o planeta que garante o total de vitórias é Saturno, sendo este então o planeta vitorioso de todo o mapa e aquele que descreve a caracterização da pessoa, a sua essência, a sua espiritual e descreve a dimensão em termos mais metafísicos da sua alma e do seu propósito e vontade.

O Temperamento

É possível avaliar a compleição de um indivíduo através desta técnica, a sua forma de expressão, as suas dinâmicas, os seus comportamentos e atitudes face ao estudo dos elementos que constituem o seu temperamento. Com esta técnica é analisado a natureza dos planetas, a natureza dos signos, e dá-se enorme importância ao Sol, Lua, Ascendente com o objectivo de amealhar o máximo de detalhes possíveis, e dessa forma concluir o temperamento principal que melhor define um indivíduo. Cada indivíduo pode ter um temperamento de base Melancólica, Colérica, Fleumático ou Sanguíneo, e em alguns caso pode inclusive possuir 2 bases, dependendo do resultado deste cálculo. Avaliando toda a configuração de David Bowie, considerei o Temperamento Melancólico como o seu principal temperamento. Acrescento também que o Temperamento Colérico tem algum peso sobre a sua avaliação

Delineando David Bowie

“I´m a Blackstar, I´m a Blackstar…”, antes da interpretação ao seu perfil, saiba que Saturno recebe várias analogias tais como, Black Sun “Sol Preto”, o Cubo, Sol Negro e Black Star “Estrela Negra”… Sol é considerado o Astro-Rei que irradia toda a sua luz por todo o sistema solar, enquanto Saturno que está em oposição a este do ponto de vista astrológico é considerado o seu oponente, a estrela Maléfica. Sol é o Rei em Leão, enquanto Saturno é Rei em Capricórnio e Aquário.

Estas forças são consideradas opostas, mas acontece algo muito interessante no seu mapa. Eles trocam de lugar, observe Sol está em Capricórnio e Saturno está em Leão, há aqui uma recepção mútua (mas sem aspecto). Mas, Saturno está com mais poder do que o Sol, pois Saturno está numa casa angular e Sol está fraco na Casa 12 e sujeito ao seu dispositor que é nada mais, nada menos que o Rei de Capricórnio, SATURNO. Além disso Marte está exaltado em Capricórnio, perceba isto como se Marte fosse o general do Rei Saturno, e está ameaçado pelo Sol. Desta forma, David Bowie tem qualidades saturninas mais reforçadas neste mapa, pois Sol está dominado por Saturno e Marte também apoia Saturno.

Com Saturno como o seu Almutem Figuris, David Bowie teve maior tendência para desenvolver interesses intelectuais relacionados com o oculto, para a investigação de assuntos mistérios e para coisas escondidas, pela procura de autoridade e poder através do seu esforço e ambição e certamente teve que lidar com muitas adversidades que o puseram à prova, em relação à forma de como se expressava. Com Saturno na Casa 7, este tem um impacto forte mas com uma qualidade mediana, além disso é onde os planetas descendem no horizonte e se deslocam por assim dizer, para o “submundo”. Com o regente do Ascendente na Casa 7, David Bowie inclinara-se naturalmente para as parcerias, para o contacto com o outro, nos relacionamentos, nos compromissos e confere um potente “magnetismo” para atrair pessoas e contactos que promovam a sua dinâmica e motivação pessoal. Nesta situação todas as pessoas que se integram no “círculo de confiança” de David Bowie tem de forma distinta algo a ensinar, funciona como um jogo de espelho, do qual David Bowie absorveu experiências e conhecimento provenientes das pessoas que lhe foram próximas. Também os compromissos, os contractos que assinou, seja qual for o propósito de cada um deles tiveram muita importância, assim como a responsabilidade destes. O Camaleão do Rock, parece-me ser uma boa metáfora para esta condição, aquele que se adapta, que está em constante mudança, maioritariamente provocada pelas influências à sua volta, que neste caso proveniente da indústria musical e através dos seus interesses intelectuais.

Tendo em conta o Ascendente em Aquário, nota-se mais as qualidades do elemento Ar. David Bowie como primeira impressão revela uma abordagem mais social, intelectual/comunicativa, uma certa versatilidade, inconstância, um espírito irrequieto, dispersivo, extroversão e procura a liberdade de expressão e movimento, acrescentando uma tonalidade de individualismo e um ser auto-centrado. Aquário é por norma um signo que confere maior inclinação para a socialização e facilidade em adaptar-se a qualquer ambiente social. A aparência em sujeitos com um temperamento Melancólico reforçado revelam ter uma estatura média/alta, corpo magro, esguio e pouco musculado, com ausência de pelo, cor mais esbranquiçada ou pálida e as ossadas da face são mais facilmente notadas. O que encaixa perfeitamente com o tipo de aparência de David Bowie.

O último álbum revelado por David Bowie demonstra a sua visão pessoal sobre o que foi a sua vida pessoal, mostrando também experiências que o caracterizam, embora com significados ocultos tal como ele gostava.

A conjunção de Sol/Marte na Casa 12 na minha opinião demonstra aspectos de experiências místicas e esotéricas pelo qual passou e testemunhou. Vejo de uma forma mais generalista como uma fase de um processo alquímico sobre a sua individualidade, sobre o seu ego, a calcinação. Seria como trabalhar, enfrentar, obstinar e queimar toda a sua negritude, toda essa substância em pó. Então Marte serve como um corte daquilo que está a mais na sua essência, e como tem o apoio de Saturno, ele viveu uma vida da procura pela sua auto-realização, mas antes ele teve que passar por um processo de morte e de transcendência dos seus limites. Teve de enfrentar a sua própria sombra, nem que fosse aos confins do Universo e voltar de novo. Talvez o cancro que teve fosse o meio para o fazer, permitiu a sua própria transcendência, para rejuvenescer num ser mais evoluído e pronto para uma nova etapa.

NewMoon_LeoConfessou uma vez, “Eu era novo, com a cabeça no ar, e o Budismo Tibetano aplicava-se a mim naquele tempo. Eu pensei, ‘Afinal há salvação.’ Mas no fim de tudo não resultou. Então procurei por Nietzsche, Satanismo, Cristianismo… olaria, e acabei a cantar. Foi uma longa estrada que percorri.”, isto descreve a sua frustração interior em tentar encontrar um significado para a sua vida e um propósito que o permite-se continuar vivo e terra-a-terra, a procura pela sua própria pacificação com o mundo e as pessoas à sua volta, e as respostas não estavam fora, estavam dentro de si, bem no fundo do abismo para aquele que não parava de olhar.

Observe a descrição feita de modo sucinto e directo da sua Casa 12 e a conjunção Sol/Marte no domínio de Saturno, por David Bowie, As calças podem mudar, mas as palavras e os temas que sempre escolhi para escrever estarão sempre relacionadas com isolamento, abandono, medos e ansiedade – todos os pontos altos na vida de alguém”. É admirável esta declaração e como descreve bem a sua condição de Casa 12. Ele tinha uma obsessão com o Oculto, as Doutrinas Gnósticas, principalmente os ensinamentos Cabalísticos. Era dito que por vezes passava por momentos de surtos psicóticos e usava pentagramas para se proteger contra forças ocultas que o ameaçavam, e Aleister Crowley era uma grande referência para ele. Em uma música de 1971 “Quicksand” ele canta: “Eu estou perto da Golden Dawn, imerso nas imagens de Crowley. Tinha o hábito de consumo de cocaína, sofrendo por isso com os danos colaterais provocados pela droga, e era levado a praticar certos rituais como defesa pessoal para e proteger de energias ameaçadoras.

Passou por períodos tempestuosos durante a sua vida, rendendo-se aos vícios que o prendiam cada vez mais. Talvez essa inclinação deve-se ao facto de ter usado esses meios para escapar da dura realidade que via no seu dia-a-dia, e assim era mais fácil de a ultrapassar. Ao longo das suas criações ele tenta passar o lado oculto da sua mente e do consciente colectivo, retratando a sua luta com o seu próprio lado negro com o objectivo de encontrar a sua própria paz interior.

Descansa em Paz, David Bowie.

“Não sou um profeta ou um Homem da Pedra, apenas um mortal com um potencial de Super-Homem. Apenas vivo o que há para viver.”

David Bowie

Comentários

Partilhas