David Bowie: Os astros de uma estrela!
12 Janeiro, 2016
Prince: Os astros de uma estrela!
26 Abril, 2016
Mostrar tudo

Marcelo: um vencedor a Presidente!

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente de Portugal

Marcelo Nuno Duarte Rebelo de Sousa, é actualmente o nosso Presidente da República, tomando posse a 9 de Março de 2016. É considerado o 20º Presidente da República Portuguesa desde 1911 e permanecerá por direito, 5 anos com limite de dois mandatos consecutivos. Escolhido pelos portugueses, será aquele que representa a República Portuguesa, que garante a independência nacional, da unidade da Nação e do Estado e do regular funcionamento das instituições.

É o centro das atenções neste momento, e este artigo tem como propósito a delineação do perfil do nosso Presidente da República através de técnicas astrológicas, sob a minha perspectiva pessoal. Não tendo qualquer afinidade com Marcelo Rebelo de Sousa, desconheço em parte a sua evolução social, por isso terei como ponto de partida o mapa natal e a informação disponibilizada na internet.

Marcelo Nuno Duarte Rebelo de Sousa, nasce a 12 de Dezembro de 1948 (Domingo). O levantamento do mapa respeita a hora marcada na sua Certidão de Nascimento, e acertado devidamente com o Fuso Horário do momento.

Este mapa representa a imagem dos céus do momento em que nasceu. Ascendiam os primeiros graus de Balança, um signo de Ar e Sanguíneo, Masculino e Diurno, Cardinal, Humano, e o seu regente é Vénus. Os 3º15´ de Balança marcam a motivação primária e a base comportamental de Marcelo Rebelo de Sousa e que nos indica a sua abordagem imediata e instintiva em qualquer situação ou circunstâncias.

O seu Ascendente em Balança, descreve que o nosso Presidente da República procura a socialização, a troca de conhecimento, a comunicação, a versatilidade e a liberdade de expressão e movimento (Balança). É activo, cria dinâmica e confere maior extroversão (Masculino e Diurno). Sendo um signo de modo cardinal, é tendencialmente impulsivo e tende a tomar iniciativa dentro do seu ambiente social, projecta as ideias de forma rápida e directa e a impaciência é uma constante. Vénus acrescenta graciosidade, um bom sentido estético e procura a harmonia e a concórdia entre si e os outros, no seio dos relacionamentos. Sendo um signo Humano, destaca-se na socialização, tem uma abordagem sensível, afectuosa e bom trato, primando pela boa aparência e da imagem que passa aos outros.

marcellNa configuração do seu mapa, Vénus (regente do Ascendente) está posicionado em Escorpião na Casa II. Esta dinâmica mostra para onde se inclina naturalmente de forma a realizar as suas motivações e anseios. A Casa II na Tradição, assume os assuntos relativo a Dinheiros, Gastos e Ganhos, Objectos Pessoais, Valores e Recursos e da Segurança Material. Será através dos assuntos representados que Marcelo Rebelo de Sousa realização a sua Motivação Primária.

Escorpião, é o signo que recebe Vénus e dita a forma como de como se manifesta o planeta. Sendo um signo fixo de Água e Fleumático, a Vénus de Marcelo Rebelo de Sousa apresenta uma tonalidade assertiva e combativa quando se trata de defender os seus valores e recursos. Esta dinâmica vai originar uma expressão discreta, controlada e emocionalmente contida, com tendência a ser reacionário, provocador, mostrando alguma ironia. Vénus está enfraquecida essencialmente em Escorpião e mediana em termos de dignidades acidentais, confere mais esforço e exigência para realizar a sua motivação primária.

Vénus transporta para a Casa II, os assuntos da Casa VIII, o que se pode dizer que, os recursos e dinheiros dos outros estão no ‘bolso’ de Marcelo, astrologicamente falando, mostrando uma certa responsabilidade e compromissos com os bens/valores das pessoas que estão ligadas a ele a nível financeiro, em termos políticos ou nas ocupações que desempenha. A Casa VIII abre em Touro, o que indica como os assuntos dessa casa são vividos. Aqui falámos de recursos e valores da esposa/companheira, de partilhas, dos dinheiros que pertencem a outros, de morte e da troca de ‘energias’ no seio dos relacionamentos e no íntimo. Também esses assuntos mostrados pela Casa VIII interferem com a realização da sua motivação primária.

Acrescento também que Vénus está em conjunção com a Estrela Fixa Zuben Elschemali (Magnitude 3), também conhecida como as ‘Pinças de Escorpião’ por Claudius Ptolemy. Da natureza de Júpiter e Vénus, Vivian Robson afirma que “ confere sucesso social, ajuda de mulheres, favorece nas questões amorosas e na união.”

ALMUTEM FIGURIS, O Planeta Vencedor

“O Planeta que é mais poderoso em termos de dignidades Essenciais e Acidentais no Esquema do Céu. Também referido como Senhor da Genitura nas Natividades.” – William Lilly

No caso de Marcelo Rebelo de Sousa, o cálculo do Planeta Vitorioso leva a 2 resultados: Júpiter e Saturno. Ambos os planetas consideram-se válidos, e caracterizam a vida de Marcelo Rebelo de Sousa em síntese, a sua essência, o propósito de todas as acções, a forma pela qual deseja ver realizada a sua ‘obra’.

Considero pessoalmente Júpiter como o grande vitorioso no seu mapa por diversas razões, mas Saturno tem a sua quota parte. Isto porque, Júpiter está angular (embora na sua Queda), é regente da exaltação do Meio do Céu e é o regente da facção do mapa (Nocturno).

Por outro lado, Saturno está no seu júbilo, numa casa maléfica e não tem dignidade, embora seja o regente da exaltação do Ascendente e regente do Fundo do Céu.

Segundo o mapa natal existe uma inclinação para o ensino, para a busca do conhecimento, para a busca de uma visão transcendental, para a necessidade de deixar um legado e de contribuir de alguma forma para a sua comunidade. Júpiter na Casa IV, em Capricórnio está acidentalmente muito forte e conjunto a Marte, o que mostra que logo desde tenra idade teve contacto com o mundo da política, com o mundo religioso, que fora educado de forma exemplar, tendo as condições perfeitas para poder florescer num mundo conservador, para poder desenvolver as suas capacidades intelectuais e desenvolver a sua própria visão. 7427643_origContudo, não se pode deixar passar a conjunção a Marte, o que certamente proporcionou momentos de impulsos descontrolados, rebeldia, mesmo tendo em conta a sua auto-disciplina mostrada pelo dispositor de Júpiter, que é Saturno. Embora mostre um nível alto de resiliência perante os desafios.

Marte e Júpiter estão em contacto com o seu dispositor por trígono, Saturno. Vejo esta dinâmica como aquilo que impulsionou Marcelo R. Sousa para a chegada ao Palácio de Belém. A Casa IV fala no ambiente familiar, das suas raízes e da relação com a sua figura paterna. Portugal é sem dúvida a Casa de Marcelo neste momento, o seu ‘imobiliário’ e está nas suas mãos a responsabilidade da sua gestão, garantido o seu bom funcionamento.

Ora, numa Casa de Capricórnio, mostra que o caminho já foi trilhado muito antes, esteve integrado num ambiente de conservadorismo, frio e rígido, tal como mostra a natureza do signo influenciando o seu carácter. Os princípios religiosos e políticos estiveram bem presentes na vida de Marcelo R. Sousa, propiciando a devida adaptação e perspicácia que o levou à cadeira mais alta de Portugal.

Não é de facto uma análise completa de Marcelo Rebelo de Sousa face à quantidade de informação que se podia reter através das técnicas astrológicas aplicadas, mas o suficiente para ver na síntese a dinâmica do seu mapa astrológico.

marcelo_candidato12543b8d

«A minha maior ambição política é não ter ambição política nenhuma!»

Marcelo Rebelo de Sousa

Comentários

Partilhas