Prince: Os astros de uma estrela!
26 Abril, 2016
Mostrar tudo

Sexta-Feira, 13: Mitos

Sexta-Feira, 13 é para muitas pessoas o pior dia do ano, pois pensam que vai acontecer algo de mal ou vão ter azar.

A coincidência de datas entre a Sexta-Feira e o dia 13 do mês mexe com muita gente. O significado que se dá ao dia varia entre as pessoas que festejam e “riem-se” do dia e as que não saem de casa e preferiam saltar este dia.

Apesar de mito ou não, a ideia do azar numa Sexta-Feira, 13 já é considerada uma fobia a que se chama de Triscaidecafobia. Em certos países da Ásia, não existem habitações com o número 13, e os elevadores dos prédios mais altos, passam do número 12 para o número 14.

Todos os meses começados a um Domingo, vão ter uma Sexta-Feira 13.

Histórias:

São várias as histórias contadas para defender a “maldição” da Sexta-Feira 13.

  • Em 1307 o Rei Felipe IV de França, sentindo-se ameaçado pelo poder da Igreja no seu país, e depois de ver negado o pedido para entrar na ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, ordenou que os templários fossem perseguidos. Os que foram capturados, foram presos, excomungados e no dia 13 de Outubro (Sexta-Feira) foram queimados na fogueira.
  • Na Mitologia Nórdica, num grande banquete, Odin, Deus da Sabedoria, da Guerra e da Morte, terá reunido mais 11 importantes divindades. Sentindo-se ofendido por não ter sido convidado, Loki, Deus do Fogo e da Discórdia, foi ao encontro e provocou uma enorme confusão que resultou na morte de Balder, filho cego de Odin. Esta é um dos mitos que defende a ideia de que um encontro de 13 pessoas numa mesa termina sempre mal.
  • Ainda na Mitologia Nórdica, Frigga, mulher de Odin e Deusa do Amor e da Beleza aparece associada à maldição de Sexta-Feira 13, porque segundo o mito, os povos bárbaros que invadiram a Europa no inicio do período medieval e foram convertidos ao Cristianismo, passaram a amaldiçoar Frigga, como se fosse uma bruxa. Todas as Sextas-Feiras, Frigga começou a reunir-se com 11 feiticeiras e com o Diabo, rogando pragas contra os Homens.
  • Também no Cristianismo o número 13 e a Sexta-Feira são de má memória. Cristo foi morto numa Sexta-Feira e eram 13 os elementos à mesa na última ceia. Jesus terá sido traído pelo 13º elemento, Judas, que o denunciou.

 

Sexta-feira-13-2Em Portugal, muitas cidades e vilas celebram a Sexta-Feira 13. A maior festa acontece no Castelo de Montalegre, onde há uma grande festa, onde não faltam as bruxas, os bruxos, feitiços, teatro e a famosa queimada, bebida alcoólica original da Galiza, que segundo a lenda, protege quem a bebe contra feitiços e espíritos do mal.

Comentários

Partilhas